Caos ambulante
Anonymous: é relacionamento à distancia? vcs são de onde?

Por enquanto sim, por enquanto. 

Sou do Paraná, ele Sp. :c

"O medo não é uma boa desculpa. O medo é a desculpa que todo mundo sempre dá."
Quem é você, Alasca?
3100 notes Reblog 23 July 2014.
"Eu sou muito antiga. Peço perdão e aceito julgamentos por isso. De verdade, pode julgar, pode atirar um tomate ou uma pedra. Só não acerta meu olho, por favor. Olha, eu acho que uma relação é feita a dois. E, no futuro, quem sabe, a três, a quatro, a cinco. Sim, porque a família aumenta. Pode ser um filho, pode ser um cãozinho, um gato, um papagaio, uns discos de vinil. Tem gente que tem relacionamento aberto. Se para o casal está tudo bem, ótimo. Mas pra mim um relacionamento é fechado, bem fechadinho mesmo. Eu e você, que lindo. Eu, você e nossos livros. Eu, você e nossas plantinhas. Eu, você e nossas brigas. Eu, você e nossos sonhos. Eu, você e nossos defeitos. Eu, você e nossa água quente do chuveiro. É claro que ninguém é perfeito, essa coisa de um amor e uma cabana é bonito só pra japonês ver. O amor é cansativo, uma relação às vezes é um pé no saco. Mas nem por isso você precisa abandonar tudo. Nem por isso você tem que virar o pescoço para o lado. Quem quer construir uma coisa deve se esforçar para que isso aconteça. Quem quer que dê certo tem que ter paciência e ser flexível. Sinceramente, não entendo quem vive uma relação aberta. E entendo menos ainda quem topa dividir o marido com outra mulher. Eu sou ciumenta, sou possessiva, sou chata. O que é meu é meu. Não divido, não empresto, não troco, não vendo. Desculpa, tenho esse defeito. Acho impossível você amar alguém e não sentir o menor ciúme. E, olha, é claro que ninguém é cego. É lógico que existem pessoas bonitas e interessantes dando sopa por aí. É claro que ele enxerga as mulheres bonitas, assim como eu enxergo os homens bonitos. Mas olhar é uma coisa, ter contato é outra. Pra mim esse tipo de relação não funciona, não sei lidar com isso, não sei dividir o meu amor."
Clarissa Corrêa.  
26 notes Reblog 23 July 2014.
"Primeiro senti uma vontade absurda de chorar, de deitar no chão e bater os pés pelo resto de minha vida. Mas quer saber? Passou. Acabou. Eu sobrevivi. Eu venci."
Os 10 motivos.
"Chuck olhou para cima, olhou para baixo. Silencio. Nos cinco minutos seguintes ficou parado sentado no meio da rua. Não fez nada, só ficou ali, pensando. Talvez estivesse torcendo para que um carro passasse por lá e desse um fim em toda sua dor, mas ele não queria morrer, não realmente. Chuck ficaria bem, tinha de ficar, ele não tinha escolha. Mas esperto foi, esperou que começasse a chover para que pudesse chorar e não fosse chamado de fraco por quem passasse e o visse estirado naquele chão. Eu queria ter ido até lá e estendido um ombro amigo, mas ele precisava mesmo era de um tempo só para colocar seus pensamentos em ordem. Nenhum conselho que pudesse dar cobriria a dor que estava sentindo. Aquela era sua vida, seus problemas. Só ele sabia o tamanho do estrago em seu coração. Só quem teve o seu coração partido sabe o que é querer abrir um zíper em seu próprio corpo e voltar somente quando tivesse certeza de que não estaria mais doendo. Suicídio? Trabalhoso demais. O que ele queria era uma solução imediata."
Os porquês de Amélia Roswell. 
1764 notes Reblog 23 July 2014.
32173 notes Reblog 23 July 2014.
"Porque encontrei uma música que me faz pensar em você de alguma forma e eu a coloco pra repetir até dormir."
Coração Herói.